segunda-feira, 26 de abril de 2010

De mansinho

Chegou quieto,

me deixando inquieto.

De mansinho,me deu seu carinho.

Me envolve nos seus braços,

gravando em mim seus traços.

Bagunçando com meus pensamentos,

Quando diz que sou de momentos.

Então digo que no destino confio,

Para que meu coração não entre conflito.